História de Mato Grosso: agora atualizada e ampliada

19/10/2017 às 14:49


A segunda edição do livro já clássico, História de Mato Grosso: da ancestralidade aos dias atuais, da professora doutora Elizabeth Madureira Siqueira, já está disponível. O lançamento da primeira edição aconteceu em 2002, em evento muito prestigiado por professores e personalidades da cena cultural mato-grossense que foram conferir a propaganda do livro que prometia mostrar “A História de Mato Grosso como você nunca viu”.


O livro já estava esgotado há 5 anos. Em que pese a demanda do mercado por ser o livro de referência para concursos e vestibulares, por se tratar de uma edição de alto custo a editora levou anos para conseguir atualizar a obra e recolocá-la no mercado. Depois de 15 anos do seu lançamento, esse conteúdo ainda não foi disponibilizado nas bibliotecas públicas comunitárias e escolares de Mato Grosso, nem adotado nas escolas públicas, como recomendam a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e as Diretrizes Curriculares.


Esta obra disponibiliza referências históricas e iconográficas de Mato Grosso, em linguagem didática, ricamente ilustrada. De autoria da professora doutora Elizabeth Madureira Siqueira, História de Mato Grosso – da ancestralidade aos dias atuais, inova ao apresentar os indícios da ocupação humana na região há milhares de anos, chegando à atualidade. É uma obra de referência para quem estuda e quer conhecer Mato Grosso.



Neste momento conturbado da história mato-grossense e brasileira em que fatos fundamentais para o futuro do estado e da nação se desenrolam nas mãos dos órgãos de investigação, de controle e da Justiça e ainda não apresentam condições de serem analisados e registrados pela História, publicamos a segunda edição atualizada, revisada e ampliada deste livro que já se tornou referência sobre a História de Mato Grosso. É o ponto de partida para investigações mais profundas. É certo que a descoberta de um modus operandi oculto por parte de ‘gestores públicos’ e ‘empresários’ em diversas esferas, em que princípios éticos foram desconsiderados, deverá exigir que se passe a limpo muito mais do que apenas a história recente do estado e do país.


Considero importante registrar que a professora doutora Elizabeth Madureira Siqueira, autora deste livro, atendeu com entusiasmo o nosso convite e pôs-se a escrever o seu melhor e mais abrangente texto didático sobre a História de Mato Grosso, resultado de 30 anos de pesquisas sobre documentos e historiografia regional, dando luz, inclusive, a alguns estudos e contribuições recentes de mestres e doutores em História, até o ano de 2015.


Assim, História de Mato Grosso – Da ancestralidade aos dias atuais, em sua segunda edição se apresenta de forma didática e ricamente ilustrada com preciosa documentação histórica e com acréscimo de novos mapas, cartas, ilustrações e fotografias.


A Unidade 1 dedica-se a mostrar que em todo o espaço mato-grossense são encontrados indícios milenares da ocupação humana alicerçada nas relações dos povos indígenas com a natureza, atestando a enorme riqueza e possibilidades artístico-culturais e estéticas desse patrimônio que precisa ser conhecido, compreendido, valorizado e socializado.


As Unidades 2 (Colônia) e 3 (Império) mostram o processo de reconhecimento, conquista, ocupação e exploração do território – que começa com os espanhóis, no início do século XVI. Com a importante contribuição do “olhar estrangeiro”, embora etnocêntrico em sua essência, é possível acompanhar o processo histórico de Mato Grosso até o século XIX.


A Unidade 4 (República), em pouco mais de 125 anos mostra a rápida transformação social, cultural, política e tecnológica do período, começando quando o transporte urbano em Cuiabá era o bonde puxado a burros, chegando até os dias de hoje, tempos de metrô de superfície, da aviação comercial, indústria automobilística, globalização, comunicações instantâneas via satélite, internet, tablets, smartphones, mídias sociais e os fortes contrastes socioculturais, descompassos políticos e econômicos que caracterizam as primeiras duas décadas do terceiro milênio.


A Unidade 5 (A questão da terra e o cenário cultural) oferece informações e reflexões sobre o acesso à propriedade da terra, o processo de colonização de Mato Grosso e um importante panorama da política cultural atual, das fontes de preservação e de pesquisa histórica em Mato Grosso, além de ampla relação de bens edificados e patrimônio imaterial protegidos.


As dificuldades encontradas na pesquisa de imagens para a ilustração desta obra revelam que as referências sobre Mato Grosso estão espalhadas – em museus, bibliotecas, centros de documentação e de pesquisa – pelo Brasil, países europeus e Estados Unidos da América. E que fragmentos visuais da memória mato-grossense se perdem continuamente por falta de investimentos na sua preservação.


Muitos anos de pesquisas foram necessários para conseguir reunir as imagens aqui publicadas. Algumas, do final do século XIX e início do XX, registradas graças à invenção da fotografia, nos permitem visualizar parte de um passado não tão distante, mas curioso, e que despertam indagações e pesares, tais como entender por que a antiga matriz de Cuiabá foi dinamitada ao invés de preservada? Por que o Centro Histórico de Cuiabá, às portas do seu tricentenário, não foi devidamente valorizado com a restauração do patrimônio edificado que ainda existe e a instalação subterrânea dos cabos de energia elétrica, telefonia, internet e televisão a cabo? O centro da cidade era bem mais agradável antes dessas modernidades aqui tão mal instaladas, prejudicando de forma agressiva a paisagem urbana.


Miguel de Cervantes Saavedra, em sua obra-prima Dom Quixote, nos advertiu no século XVI: “A história é êmula do tempo, repositório de fatos, testemunho do passado e aviso do presente, advertência do porvir”.


Esta publicação reforça o compromisso da Entrelinhas Editora em contribuir para consolidar a identidade mato-grossense, disponibilizando, em seus quase 25 anos de fundação, informação histórica, geográfica, literária, cultural e artística de uma grande e talentosa equipe de autores, ilustradores, designers, fotógrafos, profissionais da educação, das artes, da cultura e da linguagem. O que nos mobiliza é a visão de que um dia cada mato-grossense possa exercer o seu direito de ter acesso a esses conhecimentos – no caso do presente livro, especialmente à História de Mato Grosso. Um direito que deve ser garantido pelos poderes constituídos, com prioridade às escolas e bibliotecas de todo o território mato-grossense.


Maria Teresa Carrión Carracedo (Editora)



Sobre a autora

Elizabeth Madureira Siqueira é Licenciada em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1969), com mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (1999). Reúne ampla experiência e produção nas áreas de História e Educação, com ênfase no contexto regional (Mato Grosso). Integra, no Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMT, o Grupo de Pesquisa Educação e Memória – GEM e o projeto Centro Memória Viva do Centro-Oeste. Autora de livros de História e História da Educação e publicações didáticas sobre a História de Mato Grosso para o Ensino Fundamental e Médio. Curadora da Casa Barão de Melgaço e sócia efetiva do IHGMT e da Academia Mato-Grossense de Letras. Realiza trabalhos de pesquisa e publicações sobre a história de instituições de Mato Grosso.



Mais informações sobre o livro, neste link





 

Fonte: Assessoria

Formas de Entrega

Formas de Pagamento

Cartões de Crédito

Débito Automático

Boleto bancário

e-box ShopSitevip Internet