“O passo do instante”, novo livro de poesia de Lucinda Persona

14/06/2019 às 11:14


O aguardado novo livro de Lucinda Persona será apresentado aos leitores e apreciadores de poesia no lançamento que será realizado no dia 14 de junho, no Sesc Arsenal. Editado pela Entrelinhas, em comemoração aos 25 anos da editora, o livro é apresentado pelo crítico literário Marcos Pasche, professor de Literatura Brasileira da Universidade Federal do Rio de Janeiro e por Raquel Naveira, escritora, crítica literária e professora universitária. Tem a capa ilustrada pela obra Pepalantus, desenho digital da artista plástica Regina Pena, que também ilustrou a capa do seu livro anterior, “Entre uma noite e outra”.


A autora dedica o livro ao seu filho Walter Gustavo “que em sua vida curta foi a própria encarnação do instante”. E abre as páginas do seu livro com uma pergunta que vai direto ao mais profundo do coração e da alma: “Quem poderá deter o instante que não para de morrer?”, da poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen. Prepara, assim, o espírito do leitor para o que virá: os poemas apresentados em duas partes, “Sobrevivências” e “Celebrações”.


Passo é uma partícula de caminhada; instante, uma faísca de tempo. De um livro que em seu nome estampa esses termos, pode-se esperar a captação de lampejos existenciais. [...] Que por início, então, a jornada da leitura se inicie e desperte vigor e encantamento”, convida o crítico literário Marcos Pasche.


“É o sétimo livro de poesia da escritora, com o qual rende tributo sobretudo ao tempo. Sem perder contato com o simples, maximizando o mínimo e acercando-se cada vez mais dos elementos cotidianos, a poeta permeia o diário viver de todos nós, ora com rajadas de alegrias, ora com olímpicas tristezas. Nada fica de lado, nem o que foi luz, nem o que foi sombra.


Assim, do ponto de vista das imagens principais, “O passo do instante” passa pelos caminhos da realidade e das impermanências no torvelinho do tempo, registra inquietações e momentos marcantes que pulsam num espaço essencial absolutamente propenso à perspectiva do poema, conforme sugere o “eu” lírico. Na obra, tornam-se flagrantes o contexto e o vínculo com um universo onde elementos cotidianos estão em rotação.


Ao ter a escrita como um dos modos de sobrevivência e celebração (sinalizados através das epígrafes de Clarice Lispector e Walt Whitman), a autora fala das coisas que nos cercam: paisagens (urbanas ou não), certas atmosferas, noturnos, memórias, amores. E fala também do fazer poético em si, deixando entrever que é fascinante entregar a palavra à poesia, mas ao mesmo tempo é um defrontar-se com difícil causa, algo que é dimensionado já nos primeiros versos.


A escritora, professora e crítica literária Raquel Naveira apresenta “a poesia outonal” de Persona: “A sucessão das estações marca o ritmo da vida, as etapas de um ciclo de desenvolvimento: nascimento, formação, maturidade, declínio. Nesse ciclo eterno em que se movem a natureza, os seres humanos e as civilizações, a poeta Lucinda Nogueira Persona dobrou justamente a esquina do outono nesse belo e inspirado livro de poemas O passo do instante. A [sua] outonal poesia é calcada em temas universais: autoconhecimento, natureza, devaneio, cotidiano, infância, amor e morte. Afinal, de algum modo, ‘tudo está contido no maior livro’. Será a vida um livro? “O passo do instante?” O importante é que ‘o tempo favorável é agora’. Apenas o agora existe.”


Sobre a autora

Lucinda Nogueira Persona é poeta, escritora e membro da Academia Mato-Grossense de Letras. Nasceu em Arapongas, no Paraná, e reside em Cuiabá, Mato Grosso. Graduada em Biologia pela Universidade Federal de Mato Grosso, mestre em Histologia e Embriologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com estágios profissionais na Universidade do Chile. Foi professora na UFMT e Unic, até se aposentar. Publicou os livros de poesia Por imenso gosto (1995), premiado pela UBE em 1997, Ser cotidiano (1998), Sopa escaldante (2001), premiado pela UBE em 2002, Leito de acaso (2004), Tempo comum (2009) e Entre uma noite e outra (2014). Publicou na literatura infantil e integra várias antologias. Colabora com jornais e revistas mato-grossenses escrevendo crônicas, contos e resenhas.


Saiba mais sobre o livro fazendo download da degustação que a Entrelinhas Editora disponibiliza em sua loja virtual (www.entrelinhaseditora.com.br), na página de O Passo do Instante.



Alguns poemas de “O Passo do Instante”



Só quem está vivo
vagueia pelas horas e pode atravessar
sem dar um passo sequer
a paisagem que vem de dentro.




Há infinitos poentes
e este tempo
impiedosamente curto
para existir e escrever
a cada instante
sobressaltos vários.




ROSÁRIO


E temos nossas vidas
Nas proporções reais
(instantes poucos, ligeiros)


Algumas vezes para mais
Algumas vezes para menos


Vamos e voltamos
sobre os mesmos passos
como se não houvesse saída
no vaivém da rotina


Pelo rosário do tempo
o dia de um
no corpo do outro
também é passageiro.



Mais informações sobre o livro, neste link





 

Fonte: Assessoria

Formas de Entrega

Formas de Pagamento

Cartões de Crédito

Débito Automático

Boleto bancário

e-box ShopSitevip Internet