Páginas120

Formato13x20,8 cm

Papeloffset

Acabamentobrochura

ISBN9788587226860

SeloEntrelinhas

INSÂNIA

Em Insânia, a poeta Luciene Carvalho propõe um novo olhar para a ‘loucura’, e se desnuda, expondo a própria história com episódios psiquiátricos e a luta para controlá-los.
O fio condutor deste livro é um conjunto de poemas escritos quando a autora estava internada e sedada em hospital psiquiátrico, logo após um surto diagnosticado como transtorno afetivo bipolar de humor.
Para ampliar a dimensão da discussão e registrar sua visão sobre o tema, Luciene apresenta as cartas que escreveu à sua psiquiatra e as respostas que recebeu.
O resultado da sua proposição poética desperta além das emoções e interessa a todos que se deprimem e sofrem para sobreviver ao cotidiano de uma sociedade completamente perdida no caminho – em busca da felicidade.

Indique esse livro

LUCIENE CARVALHO

Quem é essa mulher?
Flor bela
Florbela (Espanca)
Pequena luz
Mistério, noturno e manhã
Clarice (Lispector)
Música, ritmo e poesia
Cecília (Meireles)
Com uma sensualidade só dela
Luciene (Carvalho)

Luciene produz – produz ou liberta? – um texto encachoeirado, volumoso, cristalino, inquieto, às vezes descansando em enganosos e profundos remansos.
Lendo seus textos, impossível não sentir a comunicação existente entre todos os – solitários – lagos do mundo, as linhas de força de Gaia, o vento cigano que açoita e beija as faces de gentes de todas as terras, seu fogo de bacante e vestal.
Às vezes em voo solo e audaz, ou indicando o rumo a aves em formação.
Raras vezes em seu ninho, em paz, creia!

(Ivens Cuiabano Scaff, poemédico cuiabano – poeta-médico ou médico-poeta?)

Formas de Entrega

Formas de Pagamento

Cartões de Crédito

Débito Automático

Boleto bancário

e-box ShopSitevip Internet