Páginas240

Formato16x23 cm

Papeloffset

Acabamentobrochura

ISBN9788579920769

SeloEntrelinhas

CUIABÁ DA TCHAPA E DA CRUZ
Pó dexá, é só uma michidinha no baú da nossa história. All right?

"Este livro é uma bela homenagem a Cuiabá, urbe de origem colonial com quase três séculos de história. [...] O autor, um cuiabano de ‘tchapa e da cruz’, trouxe para o nosso deleite um pouco do cotidiano da cidade, principalmente da segunda metade do século XX. São fatos que ainda ‘vagam’ pelas ruas e becos do Centro Histórico, personagens que insistem em permanecer na memória e casarões que desafiam o tempo e permanecem em pé, aguardando, quem sabe, a retomada de dias gloriosos." (Ramiro Cerqueira)

Indique esse livro

JOSÉ AUGUSTO TENUTA

 É um daqueles cuiabanos que não aceita as mudanças que o tempo e as circunstâncias, inexoravelmente, promoveram na sua querida Cuiabá.
As transformações nos costumes, no linguajar, nas tradições, na arquitetura da cidade, provocam um inconformismo que ele usa como combustível na sua luta para que as autoridades reconheçam a importância e preservem o patrimônio histórico da cidade. A sua tchapa (de nascimento) é do distrito de Coxipó da Ponte.
Filho de Carlos Tenuta e Terezinha Dorileo Tenuta, Zeca, como é mais conhecido, iniciou seus estudos na escola Souza Bandeira, no Coxipó da Ponte; passou pelo Dasa, Escola Modelo Barão de Melgaço, Colégio Estadual e UFMT, onde se formou em Administração Rural. Vindo do Coxipó, foi morar com a família de cinco irmãos na rua do Meio, atual rua Ricardo Franco, onde viveu sua infância e parte da juventude, mudando-se em seguida para o tradicional bairro do Mundeo.
Atualmente preside a Associação Cultural do Mundeo, onde desenvolve um trabalho de resgate histórico-cultural do tradicional bairro cuiabano.

Formas de Entrega

Formas de Pagamento

Cartões de Crédito

Débito Automático

Boleto bancário

e-box ShopSitevip Internet