Páginas96

Formato26,5 x 24 cm

PapelOffset

AcabamentoBrochura

ISBN9788579920905

SeloEntrelinhas

FICA, PEDRO!

Esta peça de teatro [...] retrata a via-sacra da maioria do povo brasileiro, de índios, negros, posseiros e pobres. Ela tem tantas estações de sofrimento como aquelas do Filho de Deus quando viveu e padeceu entre nós. Cada grupo narra os passos de sua paixão. [...] Entre eles há mártires, aí celebrados, como Margarida Maria Alves, a irmã religiosa Dorothy Stang e sobretudo o padre João Bosco Burnier, assassinado pela polícia, pensando tratar-se do bispo Dom Pedro. [...] Mas a figura central, sentido desta peça de apenas um ato é o bispo Dom Pedro Casaldáliga, da prelazia de São Félix do Araguaia, profeta destemido, poeta maior e zeloso pastor. [...] Leonardo Boff

Indique esse livro

LUIZ CARLOS RIBEIRO

É advogado, professor, arte-educador, ator e diretor teatral, videasta e dramaturgo. Nasceu em Santo Antônio de Leverger, no Pantanal mato-grossense. Dentre outras atividades cênicas, participou da reestruturação do movimento teatral brasileiro na década de 1980. Cofundador da Confederação Nacional de Teatro Amador (Confenata), e da Federação Mato-grossense de Teatro (Femata), tendo sido eleito o seu primeiro presidente. Atuou em filmes, vídeo-documentários e várias peças de teatro. Dentre outras, destaca-se: “Rio Abaixo, Rio Acima” ou “Ergue o Mocho e Vamos Palestrar”, de autoria e direção de Maria da Glória Albuês, peça que representou o Estado de Mato Grosso no Projeto Mambembão, na década de 1980 e recebeu duas indicações para o Prêmio Mambembe.

FLÁVIO FERREIRA

É cuiabano, diretor da Companhia de Teatro Cena Onze, professor e advogado. Integra a Academia Mato-Grossense de Letras. Publicou textos teatrais (O último circo do mundo, Hospício Brasil, O louco nosso de cada dia, Eu, o louco, Profissão: estudante, Zé dos sonhos, O filho, Águas, Você! e Fica, Pedro!), literatura infantil (Histórias da vovó do Coxipó I e II) e poesias (Até quando, Assumindo-me e Paixão Pantaneira).

BANAVITA

Antônio Carlos Banavita é fotógrafo, videomaker e documentarista com larga experiência no registro de múltiplas expressões étnicas, culturais e socioambientais de Mato Grosso, da Amazônia e de países como Peru e Bolívia. Suas fotografias já estiveram em mostras individuais e ilustram livros como ‘Das Coisas Que Aprendi’, de Daniel Munduruku. Foi produtor executivo do vídeo ‘Marcelo e o Violino’, sobre o violinista boliviano Marcelo Zeballos.

Formas de Entrega

Formas de Pagamento

Cartões de Crédito

Débito Automático

Boleto bancário

e-box ShopSitevip Internet